RT do Juca

Já mencionei - no primeiro post - que adoro ler o blog do Juca Kfuri, mesmo que ele, muitas vezes, deixe de lado os times gaúchos. Mas, como ele mesmo explica, é impossível falar de tudo. E, como corinthiano, ele dá prioridade para os times paulistas. No entanto, hoje, ele falou do Grêmio, justamente porque ele enfrenta o São Paulo. E deu muita informação com um texto fácil - até para os leigos em futebol, como as minhas amigas que freqüentam o blog. Por isso, usando um termo do twitter, dei um RT (retweet – twittar conteúdo postado por outros usuários) no texto do Juca.


O Grêmio pode ser o fiel da balança no Brasileirão. Ou não

Dos cinco jogos que faltam para o Grêmio, quatro são contra times que têm por que lutar neste Brasileirão.
O contra o São Paulo, nesta quarta-feira, no Olímpico, é o primeiro deles.
Depois tem o Cruzeiro, no Mineirão, o Palmeiras outra vez no Olímpico e o Flamengo, na última rodada, no Maracanã.
O tricolor gaúcho pode ser o fiel da balança e, se bem sucedido, pode até ainda ganhar uma vaga na Libertadores.
Mas o clima não só não é de ânimo como é de desânimo, de fim de feira.
Até Paulo Autuori anunciou que o Catar novamente o espera.
Souza fez críticas ao grupo, Jonas falou da fragilidade do elenco e o capitão Tcheco está indo embora.
O estádio deve receber pouca gente nesta noite e gente mais disposta a vaiar do que a apoiar, embora o Grêmio, tenha, ao menos, uma impressionante invencibilidade em casa para defender.
Tudo isso conspira a favor do tricolor paulista, que deverá jogar em Porto Alegre com a faca entre os dentes e disposto a obter a proeza de ser o primeiro a derrotar o anfitrião, para se fortalecer ainda mais psicologicamente na reta final.
Ou será que na hora agá valerá mais a máxima gaúcha de que não está morto quem peleia?
 

Por Juca Kfouri às 00h02

Jogo imprevisível



Em jogo, hoje à noite, o melhor ataque (Grêmio) e a melhor defesa (São Paulo) do Campeonato Brasileiro se enfrentem no Olímpico. O Tricolor gaúcho consegue ser efetivo quando joga em casa, enquanto o paulista leva poucos gols, não importa onde jogue. Por isso, os 58 gols marcados pelo Grêmio não garantem vitória hoje. Assim como os 34 gols que o São Paulo sofreu até agora não significam que sua defesa segure o advesersário. Resultado? Um jogo imprevisível.

O time da casa, atualmente em sétimo lugar com 47 pontos, ainda não está confirmado. Maxi López, recuperado de lesão no pé esquerdo, deverá formar o ataque com Douglas Costa. Caso seja vetado, Perea entra em seu lugar. Rochemback, que levou uma batida nas costas, é dúvida. Sem o volante, Tulio jogaria no meio e Thiego na lateral-direita.

Do outro lado do campo, o São Paulo vem com tudo, ainda depois de igualar a pontuação do líder Palmeiras na classificação, chegando a 58 pontos. Mas o time não vem com "tudo" literalmente. O técnico Ricardo Gomes não poderá contar com os volates Richarlyson e Zé Luis e o zagueiro Rodrigo, pois estão lesionados. Assim, o lateral Ádrian González e o volante Arouca disputam um lugar no time. No ataque, Dagoberto – que não marca há nove jogos – segue como companheiro de Washington.

No entanto, o São Paulo possui maior motivação para o confronto das 21h50 desta quarta do que o adversário. Até com um empate, o time chega à liderança. Se vier a ganhar, irá a 61 pontos, abrindo três de vantagem para o Palmeiras de Muricy Ramalho. Já o Grêmio, se vencer, irá a 50 pontos, mas permanecerá na sétima posição.


FICHA TÉCNICA DO JOGO
Grêmio X São Paulo

Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Data: 4 de novembro de 2009, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Jaílson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Erich Bandeira (Fifa-PE) e Luiz Carlos Silva Teixeira (BA)

GRÊMIO: Victor; Willian Thiego, Rafael Marques, Réver e Lúcio; Adilson, Fábio Rochemback, Souza, Tcheco e Douglas Costa; Maxi López
Técnico: Paulo Autuori

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Renato Silva, André Dias e Miranda; Adrián González (Arouca), Jean, Hernanes, Jorge Wagner e Junior Cesar; Dagoberto e Washington
Técnico: Ricardo Gomes


TRANSMISSÃO:
Rádio Gaúcha: inicia a jornada esportiva às 21h15min.
RBS TV: transmite o jogo para o Interior.
PFC 5: transmite ao vivo para todo o Brasil.
Terra: acompanha o jogo minuto a minuto pelo site.

Papo de guria...

E não é que o mundo já está usando havainas fabricadas especialmente para a Copa do Mundo? É sucesso aqui e em qualquer lugar, não tem jeito. Na África do Sul, um dos principais centros de compras da Cidade do Cabo, o Waterfront, tem, como uma dasmais requisitadas, a loja Havainas. As sandálias brasileiras estão vendendo muito no país-sede da Copa de 2010. Meio caras, é verdade, já que um par custa por volta de R$ 40. Enquanto no Brasil encontramos um por menos de R$ 15.


A foto é do enviado especial à África do Sul de Zero Hora, Leandro Behs.

Livro conta a tragédia do Brasil-Pe

O livro-reportagem "A noite que não acabou", de autoria do fotógrafo de Zero Hora, Nauro Júnior, e do repórter do clicEsportes, Eduardo Cecconi, narra a história do acidente de 15 de janeiro de 2009, em Canguçu, que vitimou três integrantes da delegação do Brasil de Pelotas, entre eles o ídolo Claudio Milar. O tempo do livro envolve minutos antes do acidente até a única vitória do time, 77 dias depois, por 1 a 0, sobre o Novo Hamburgo, na despedida do Gauchão.


Lançado na semana passada, na Feira do Livro de Pelotas, os 430 exemplares do livro se esgotaram em menos de 24 horas, conforme o blog Rumos do Sul. Hoje, a obra será lançada com 70 exemplares, às 17h30, na Feira do Livro de Porto Alegre, com a presença dos autores. Quem não puder ir à Feira, "A Noite que Não Acabou", pode ser adquirido pelo site da Editora Livraria Mundial, por R$ 35.

Pesquisar neste blog

Total de visitantes

Seguidores

Tem alguém aqui?

De onde vocês são?

Archivo del blog