Muitos aprendizados com Juca Kfouri

A noite da última quinta-feira, dia 21, foi de aprendizados para mim enquanto jornalista. A vinda de um dos maiores nomes do jornalismo esportivo do país para Santa Cruz do Sul foi ainda mais do que esperava. O ápice da noite foram as duas coletivas de imprensa das quais pude participar. Mas não foi só isso.

Juca Kfouri veio à Unisc pariticipar do Diálogos Universitários, programa da Souza Cruz em parceria com a Empresa Jovem da Unisc, Unijr. O evento em si proporcionou a primeira das oportunidades da noite: escrever uma espécie de release sobre a palestra, com o qual estaria concorrendo com outros dois alunos, para ser publicado no site oficial do evento e, ainda, receber prêmio em dinheiro. Escrevi e ganhei. Que alegria! (Leia o texto aqui)

O ápice veio em seguida. Eu, como uma aprendiz da copa, pude participar da coletiva de imrpensa com o jornalista junto de outros meios de comunicação e, em seguida, eu e alguns dos outros aprendizes tivemos uma entrevista exclusiva com ele (foto). Na verdade foi quase uma conversa com o cara que não tem nada de mau humor, como muitos dizem e, sim, possui muita bagagem nas costas - já são sete Copas do Mundo e está rumo à oitava - e que não tem medo de dizer o que pensa e o que sabe, entendendo que este é o seu papel como jornalista.

O terceiro aprendizado foi a própria palestra, na qual fez todo um restrospecto sobre a cobertura das Copas do Mundo, seguindo a lógica da evolução tecnológica. Deu a sua opinião sobre a convocação do Dunga - ele levaria vários outros nomes e tiraria alguns da lista -, falou sobre como o futebol brasileiro é mal administrado pela CBF, afirmou que o Brasil não é o país do futebol, já que um quarto dos brasileiros não gosta do esporte, mas que é o país que mais se une em torno da Copa do Mundo, até quem não gosta do esporte. E por aí vai.

Disso tudo, da coletiva e da palestra, tive que fazer uma matéria de dois minutos para o Aprendiz na Copa, que será avaliada. Que desafio!

Deu pra ver o quanto pude me exercitar enquanto jornalista, né? Mas ainda tive meu momento de tiete e pedi para ele autografar o livro "11 gols de placa", que contem uma de suas grandes reportagens, sobre o escândalo da CBF com a Nike, publicado em 1999. (foto) E ainda dei uma de publicitária, entregando o jornal Unicom, feito por mim e pela turma de Produção em Mídia em Impressa, sobre o qual ele só fez elogios - leia o post no blog do Unicom sobre isso.

Uma noite e tanto, enfim.


Fotos são do Thiago Barbosa (Portal Gaz)

Legendas:
(1) Aprendizes: João Cléber, Diogo, Carola, Lucas, eu, Joana, Nikolas e Tiago.
(2) Coletiva de imprensa
(3) Juca autografando meu livro
(4) Aprendizes com o Juca Kfouri
(5) Juca Kfouri segurando o Unicom



Começa o desafio de ser uma aprendiz

Eu já havia contado que faço parte de um projeto entre a Unisc e a Rádio Gazeta Am. Pois ontem participei da primeira reunião com outros cinco "aprendizes da Copa". No total somos dez.  O resultado? Muito, mas muito frio na barriga. E o "frio" vem da mistura de diversos sentimentos: expectativa, medo, alegria, ansiedade, vontade. É um desafio e tanto.

Diferente de outros projetos da Unisc com o mercado dos quais já participei - como o Q? (Gazeta do Sul), Na Pilha (Folha do Mate) e Página 7 (Riovale) -, que havia uma seletiva apenas para entrar e depois trabalhávamos em equipe, o "Aprendiz na Copa" é uma competição. Haverão provas, eliminatórias e, por fim, um vencedor. Entendem, agora, o tal do "frio"?

A nossa primeira tarefa já foi anunciada: fazer uma matéria para o rádio, em dupla, de dois minutos, sobre a palestra do Juca Kfouri, que será amanhã à noite. A segunda etapa é uma das quatro aulas que teremos com o Leandro Siqueira, gerente de jornalismo da Rádio Gazeta, que acontece nesta sexta, dia 21, às 9h. Nestas oficinas preparatórias aprenderemos a exercer as funções de repórter, apresentador, narrador, comentarista e plantão, que depois serão exercidas por nós e julgadas.

Entenda o processo de eliminatória (crtl C+crtl V da matéria do Portal GAZ, da Jeniffer Gulart): "esta equipe fará a cobertura dos primeiros três jogos da seleção brasileira na Copa. A partir da fase classificatória, as oito melhores notas passam para o processo de eliminatória.  Até o final da Copa, em cada etapa serão eliminados dois participantes. Os alunos acompanharão os jogos e ainda irão compor o programa "Sala da Copa" transmitido pela Gazeta AM, após cada partida. Se a Seleção não avançar no torneio, outras partidas serão escolhidas para testar os candidatos. Conforme gerente da Rádio Gazeta Am, Leandro Siqueira, além do corpo de jurados, os alunos serão julgados pelo público em uma canal disponível pela rádio."

A Seleção de Dunga?

Todo mundo comenta (e critica) a Seleção convocada por Dunga para a Copa do Mundo da África anunciada na semana passada. Mas será que esta escalação foi feita por ele mesmo? Tenho cá minhas dúvidas.

E estes pontos de interrogação se multiplicaram depois da reportagem - excelente, por sinal - do repórter Felipe Zylbersztajn, para a Revista Poder, sobre o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Hoje, ao procurar conteúdo para o meu post no blog do Na Pilha - caderno jovem do jornal Folha do Mate, para o qual eu e mais alguns colegas da Comunicação estamos preparando um evento e participando de edições do caderno, eu como diagramadora - achei uma charge do Maurício Ricardo, para o site Charges, que fomenta a pergunta: a Seleção Brasileira foi mesmo escolhida pelo Dunga? Ou outro Ricardo, o Teixeira, tem (grande) participação nisso?

Uma imagem fala mais do que mil palavras

Não concordo sempre com esta máxima, mas neste caso, sim. O Grêmio venceu o Santos de virada, ontem, no Olímpico, por 4 a 3. Os Meninos da Vila bailaram em campo, é verdade. Mas não conseguiram segurar os guris da Azenha. Não sou contra as danças comemorativas dos gols, muito pelo contrário. Acho válido. Divertido. Mas que fez mais coreografias ontem foram os "Jonas Borges". Ganso e cia dançaram de outra forma.

Montagem "roubada" do Blog do Juca Kfouri.

Eu sou uma aprendiz!

Não tenho nem vontade de reclama da convocação do Dunga - que exluiu o Victor, e deixou o Ronaldinho Gaúcho e o Paulo Henrique Ganso na reserva dos "sete" - nem do Grêmio que acabou levando um gol que não precisava, quando vencia de virada o Santos por 4 a 2. Pois agora eu tenho a honra de ser uma aprendiz na Copa.

Fiquei sabendo da escalação através do blog do Curso de Comunicação. Além de mim, outros nove colegas forem chamados para o projeto da Unisc e Rádio Gazeta Am. Confira a lista completa:

1 Carolina Biscaglia
2 Diogo Lima Paz
3 João Cleber Caramez
4 Joana Scherer
5 Lucas Adolfo Baumhardt
6 Mariângela da Rosa
7 Nicolas Fraga
8 Tiago Mairo Garcia
9 Vanessa Kannenberg
10 Veridiana de Souza Guimarães

Sendo assim, com o resultado anunciado, posso, finalmente, publicar o comentário e o boletim que fiz para concorrer a uma vaga nessa seleção. Como fiz há quase duas semanas, otema foi o Grenal de número 381. Confira e opine:







Juca Kfouri na Unisc

Um dos jornalistas que mais acompanho em termos de futebol vaiestar na Universidade na qual estudo dentro de poucos dias. Traduzindo: Juca Kfouri é o convidado do Diálogos Universitários desse ano na Unisc. Estará aqui no dia 20 de maio, a partir das 18h30, no auditório central, falando sobre o tema "Brasil: o país da Copa".

Por si só, está já é uma boa notícia - me isncrevi no evento assim que fiquei sabendo, ontem à noite. Mas ainda tem mais. Estou tentando descolar uma entrevista exclusiva com O cara para o próximo jornal Unicom. Além disso, fui indicada pelo curso de Comunicação da Unisc, junto de outros dois alunos, Diogo Lima Paz e Marília Geherke, para fazer uma matéria sobre a palestra que será avaliada pelo Diálogos Universitários, sendo que a melhor das três será premiada e publicada no site do evento. Esta é segunda vez que tenho o privilégio de participar - a primeira foi na palestra do Caco Barcelos.

Segundo a divulgação do evento, a palestra abordará histórias do futebol, cases de sucesso do esporte, a necessidade e resultado baseado no trabalho em equipe e a relação do Futebol com a Sociedade Brasileira. Desde já, espero ansiosamente pelo Juca Kfouri.

Abaixo, o cartaz de divulgação do evento com a programação e todos os dados.

Seu próximo hábito vem aí!

Sem muitos detalhes, estou convidado vocês para o lançamento do jornal-laboratório Unicom com tema Hábitos, do qual fiz parte como diagramadora e repórter. Será na próxima terça-feira, dia 11 de maio, às 20h30 no Centro de Convivência da Unisc. Espero vocês lá!

Confere o convite viritual neste link: http://migre.me/CaSZ

O cartaz, que foi espalhado pela Unisc, é a imagem ao lado.

E, ainda, se quiser ficar por dentro dos bastidores da feitura do jornal e ter acesso a conteúdo exlusivo, basta acessar o Blog do Unicom - que inslusive foi classificado para o Intercom Regional. Por último, pode seguir a equipe do Unicom pelo twitter @JornalUnicom.

Meus presentes de aniversário

No dia do meu aniversário, 2 de maio, ganhei vários presentes muito especiais. Da concunhada, da sogra (um churrasco, com direito a bolo, velinhas e cerveja), do namorado (que ainda está para chegar), de amigos paulistas - entre eles, o do Fachini: 57 figurinhas que eu não tinha, e que ele tinha repetidas - e mensagens telefônicas, virtuais e via sms que me deixaram pra lá de feliz.

Mas não acabou por aí. Ainda fui presenteada com algo que não é físico nem palpável. Mas que foi pra lá de especial: Grêmio, Campeão Gaúcho 2010. Há! Que felicidade! Apesar de já presumir a vitória do Tricolor amado, depois daquele feliz 2 a 0 no Beira-Rio, a apreensão foi grande longe das terras gaúchas - não de tããão longe, afinal, Campinas é logo ali, basta atravessar dois estados em 1h e meia de avião -, mas é distante o suficiente pra não ter disponível a transmissão do 381. Grenal na tevê.

A solução foi acompanhar a Rádio Gaúcha pela internet. Nada tão ruim assim. Mas eu, desacostumada a essa mídia na hora dos jogos, quase infartei. Apesar de ter escutado muito mais ataques do Grêmio, parecia que a qualquer minuto o Colorado ia ampliar o 1 a 0. E o medo dos pênaltis? Que sufuco. E que alívio depois dos 90 e pouco minutos de apreensão. Enfim, meu aniversário estava completo.

Abaixo, foto da comemoração na casa do Fernando, com ele e minha sogra,

Oito Gremistas e nenhum colorado na seleção do Gauchão

Esta notícia é mais uma prova de quem é o campeão Gaúcho 2010 e porque o é. Sem mais palavras, o resultado que elegeu a Seleção do Campeonato Gaúcho desse ano (da qual eu já havia falado), votados pelos internautas no site da Federação Gaúcha de Futebol depois de indicados pela imprensa e representantes dos clubes, fala por si só. Veja:


Goleiro : Victor (Grêmio) 

Lateral-direito: Edílson (Grêmio)

Zagueiros: Mário Fernandes (Grêmio) e Rodrigo (Grêmio)

Lateral-esquerdo: Paulinho (Novo Hamburgo)

Volantes: Adílson (Grêmio) e Itaqui (Caxias)

Meias: Guilherme (São José)  e Douglas (Grêmio)

Atacantes: Jonas (Grêmio) e Borges (Grêmio)

Dirigente: Carlos Duarte (Novo Hamburgo)

Craque: Marcelo Costa (Caxias)

Revelação: Maylson (Grêmio)

Goleador: Jéferson (São José)

Árbitro: Leandro Vuaden

Assistente: Tatiana Freitas


Foto dos vencedores, via ClicEsportes

Pesquisar neste blog

Total de visitantes

Seguidores

Tem alguém aqui?

De onde vocês são?

Archivo del blog