Visita ao esporte de ZH


Nessa linda segunda-feira - linda porque era 2 de maio, dia em que anualmente envelheço oficialmente, porque choveu pra dedéu - eu e mais 14 colegas da Unisc visitamos a Redação de Zero Hora para conhecer o funcionamento da editoria de Esportes de ZH e do clicEsportes. Foi muito legal. Pela manhã ainda conhecemos a assessoria de imprensa da Fiergs. Um dia e tanto.

Na ZH, fomos recebidos pelo editor do jornal, Sérgio Villar, e pela editora do clicEsportes, Daniella Peretti. Eles nos contaram um pouco sobre a rotina da editoria integrada que une online e offline há mais ou menos um ano na redação de ZH. Aproveitei pra colher informações pra minha mono, lógico.

Eu, meio sem querer querendo, sugeri uma conversa com o colunista Luiz Zini Pires, que estava em seu computador, a alguns passos de onde estávamos, no estúdio de telewebs dentro da redação. O Villar então chamou o Zini que, supersimpático e com toques bem realistas, falou sobre o processo de garimpagem diário atrás de informações para a coluna no jornal Bola Dividida e para o seu blog de mesmo nome também, sua relação com as fontes, já que ele é responsável por muitos "furos" diariamente. Perguntei como ele consegue fazer isso e ele basicamente disse: "Enchendo o saco de muita gente". Achei bem legal. Depois disso, ele foi tomar um chá e fazer mais uma série de ligações.

Eu ainda sugeri mais uma conversa. Perguntei como era essa coisa das mulheres na editoria de esportes. A Daniella disse que isso já não era mais algo "estranho", era comum. Aí ela convidou a Tatiana Lopes, setorista do Grêmio no clicEsportes que também atualiza o blog Clube da Bolinha, para conversar conosco e falar sobre a sua rotina de trabalho no Olímpico, com o acompanhamento de treinos e o dia a dia de trabalho em um clube de futebol. Sem querer dizer nada, eu queria o trabalho dessa guria.
Para finalizar nossa visita, eu fiz mais uma sugestão. "Vi o David Coimbra passando por ali, será que não podemos falar com ele?", disse eu para a Daniella. Ela, gentilmente, procurou por ele e o chamou. Ele se apresentou - como se precisasse - e se colocou a disposição para uma turma silenciosa a sua frente. Diante disso, eu disse: "Oi, sou eu a aluna de Santa Cruz que te ligou e quer fazer uma monografia sobre as tuas reportagens". Ele respondeu meio timidamente, se é que se pode falar isso dele, "Ah, legal. Vamos manter contato".

Concluindo, foi uma visita superlegal e deu pra aprender muito. Além, lógico, de ficar com as antenas atentas para tudo que possa ajudar com a minha mono - confesso, não consigo fazer nada sem relacionar com a dita cuja.

Rumos da monografia

Pessoal, desculpem-me a desatualização do Papo de Guria FC. É que eu fui buscar a bola que o Borges chutou nos pênaltis do último Gre-Nal, por isso a demora. Vocês devem entender do que eu tô falando, por isso não vou nem me alongar no assunto. Desagradável.

Queria lhes contar que os dois primeiros capítulos da minha monografia estão prontos. Me enrolei um pouco pra finalizá-los... Mas é isso que acontece quando temos uma diversidade de coisas pra resolver ao mesmo tempo.

Hoje começo oficialmente o terceiro capítulo. Vai ser o mais desafiador até o momento. Isso porque os ou dois primeiros, de certa forma, estavam postos, era só fazer o levantamento, tentar encaixar as coisas e dar um sentido pra tudo isso. Agora, terei que construir conhecimento mesmo. Explico. Minha intenção é descrever a editoria de esportes da Zero Hora desde a sua criação até os dias de hoje. E isso ninguém fez ainda - a menos que tenha sido feito e eu não achei; se alguém souber, por favor me avise.

Dessa forma, vou ter que conversar com quem sabe disso ou fez parte dessa história. E isso é legal mas é difícil. Vai exigir viagens até Porto Alegre, uma pesquisa no acervo história de ZH, troca de e-mails, etc. Mas estou com boas expectativas e empolgada com a nova etapa. o/

Pesquisar neste blog

Total de visitantes

Seguidores

Tem alguém aqui?

De onde vocês são?

Archivo del blog